28 de dez de 2016

Mulher decapitada no Afeganistão por ter "entrado em vila" sem o marido - Lei Xaria




DN, 28 de dezembro de 2016. 



A aldeia está sob o controlo dos talibãs e ninguém foi preso pelo crime

Um mulher de 30 anos foi decapitada na segunda-feira de manhã numa aldeia remota do Afeganistão, noticia o diário paquistanês The Nation. Segundo o porta-voz do governador da província de Sar-e-Pul, onde o crime ocorreu, a mulher foi morta por ter "entrado na vila" sozinha, sem o marido.

Zabiullah Amani confirmou o crime em Latti e disse que o grupo de homens armados responsável tem ligações aos talibãs. O marido da vítima está fora do país, no Irão.

A aldeia está sob o controlo dos talibãs e ninguém foi preso, mas os talibãs rejeitam qualquer envolvimento.

O Afeganistão é um dos países do mundo onde as mulheres enfrentam mais dificuldades, de acordo com a ONU, quer no acesso à saúde e educação, quer como vítimas de violência islâmica, nomeadamente dos chamados crimes de honra.

Artigos recomendados: 



Nenhum comentário:

Postar um comentário