22 de dez de 2016

Dois batalhões chechenos islâmicos serão destacados para a Síria




UT, 21-22 de dezembro de 2016. 



Novos batalhões de forças especiais formadas na Chechênia para serem posicionadas na Síria. 

As autoridades russas ordenaram que os líderes chechenos formem dois novos batalhões de combate a serem implantados na Síria para a operação russa em solo, informou a fonte de notícias Novaya Gazeta. 

As autoridades da república "autônoma" russa da Chechênia formarão dois batalhões de 600 pessoas, diz o jornal, referindo-se a suas fontes. As primeiras companhias especiais estão passando por um intenso treinamento físico de combate. 
As tropas chechenas do Ministério do Interior rezam durante um desfile


As divisões são recrutadas com combatentes voluntários e as mesmas companhias de forças especiais foram criadas em toda a região durante vários meses. 

Adam Delimhanov, representante da Duma da Rússia para a Chechênia, é relatado como sendo responsável pela criação de novos batalhões. 

Além disso, o comandante checheno Apti Bolotkhanov pode ficar à frente de uma das formações de combate, informa o jornal. Ele é amplamente conhecido pela participação de alto escalão na guerra de Donbass no lado das forças patrocinadas pela Rússia. Blotkhanov foi muitas vezes fotografado juntamente com o colaborador russo em Donbass o chefe Alexander Zakharchenko. 

Além disso, segundo relatos, os batalhões são em sua maioria preenchidos com os membros das famílias de combatentes chechenos que se juntaram ao Estado Islâmico. 

A operação militar da Rússia na Síria continua desde o final de setembro de 2015. Apesar de pelo menos 28 baixas entre militares russos, o Kremlin nega o seu envolvimento em combate terrestre contra a oposição síria ou grupos islâmicos. 

Artigos recomendados: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário