30 de dez de 2016

A Áustria vai tentar aliviar as sanções da Rússia durante a presidência da OSCE em 2017

Sebastian Kurz



UNIAN, 30 de dezembro de 2016. 



O governo austríaco pretende reduzir as sanções da União Europeia contra a Rússia, de acordo com o ministro do Exterior do país, Sebastian Kurz, informa o jornal alemão Spiegel. 

A partir de janeiro de 2017, a Áustria será presidente da OSCE, e pretende buscar através da organização uma mudança na política de sanções da União Europeia em relação à Rússia, diz o ministro das Relações Exteriores da Áustria, Sebastian Kurz, disse o Spiegel

Devemos restabelecer a confiança aqui na Europa e mudar a forma de aplicação das sanções e o sistema de penalidades para uma que crie um sistema de incentivos”, disse Kurz. 
Até agora, a opinião prevaleceu na União Europeia de que as sanções anti-russas não seriam levantadas até que a Rússia cumprisse plenamente os tratados de Minsk, observa a publicação. 

Spiegel lembra que o ministro alemão dos Negócis Estrangeiros Frank-Walter Steinmeier fez uma tentativa semelhante no verão de 2016 para falar contra as sanções da Rússia. “Se conseguimos progressos significativos [na implementação dos acordos de Minsk], na minha opinião, as sanções poderiam ser reduzidas de forma consciente”, disse Steinmeier na ocasião, com o descontentamento da Chancelaria de Berlim. 

Como a UNIAN relatou anteriormente, o vice-chanceler da Áustria, o ministro da Economia, Reinhold Mitterlehner, pediu o levantamento das sanções contra a Rússia. 

Artigos recomendados: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário