2 de set de 2016

Novas gravações e confissões chocantes: o ministro da Defesa polonês promete mais evidências sobre o acidente de Smolensk

11 de abril de 2010 foto de arquivo dos destroços do avião presidencial polonês que caiu em Smolensk a oeste da Rússia



UT, 02 de setembro de 2016. 



Antoni Macierewicz diz que os controladores russos e funcionários de Moscou estão por trás do pior desastre aéreo da Polônia. 

A Polônia apresentará em breve novas evidências de que a Rússia é a culpada pelo acidente de 2010 de um avião em Smolensk, que matou o presidente e altos funcionários do país, disse o ministro da Defesa polonês Antoni Macierewicz em entrevista para o jornal Rzeczpospolita.

O ministro especificou que a comissão de investigação está prestes a apresentar “elementos factuais”, incluindo novas gravações de conversas da tripulação, bem como “confissões chocantes” por algum membro da comissão de Miller [grupo de inquérito anterior, que concluiu sua investigação em 2011]. 


O acidente de 2010 perto de Smolensk na Rússia matou 96 pessoas, incluindo o presidente da Polônia, Lech Kaczynski e sua esposa, e o ex-presidente no exílio, Ryszard Kaczorowski, mais 18 deputados e outros funcionários de alto escalão. 


Leitura recomendada:


Nenhum comentário:

Postar um comentário