17 de set. de 2016

Bélgica: Menor submetido a eutanásia: acumulando pecados

Prólogo

É realmente deplorável o quão podre a sociedade belga está. A sociedade holandesa é tão indiferente, que até mesmo eutanásia sem consentimento do paciente é válido. A ciência, que é a muleta dos idiotas, e dos anticristãos, está sendo relegada, para que o fetichismo dos fanáticos hedonistas modernos possa tomar lugar. O que deveria ser a solução para perpetuar a vida e sanar os seus problemas, termina por ser usada como uma simples maquina de higienização. É assim que a eutanásia virou um direito, e o aborto tornou-se um também. A morte tornou-se um direito inalienável. O Nazismo moderno das mentes hedonistas. Sinceramente, a Bélgica e a Holanda, assim como o Canadá, e outras sociedades que convivem com esse tipo de lixo moral, não mais têm salvação. Já mataram a própria consciência, o que é preciso fazer agora é enterra-la. 




Euronews, 17 de setembro de 2016.


Por Nelson Moreira

Pela primeira vez na Bélgica, um menor foi submetido a eutanásia, informa este sábado a imprensa local.

A Bélgica é o único país do mundo onde a eutanásia é legalmente possível para menores. A eutanásia de menores é legal no país desde o início de 2014, quando os deputados belgas aprovaram uma modificação à lei de 2002 que autorizava a eutanásia para os adultos, para a estender aos menores “com capacidade de discernimento”.

Segundo o presidente da comissão federal de controle e avaliação da eutanásia, Wim Distelmans, a medida só tem aplicação em casos excecionais.
Antes de mais, não acontece frequentemente que menores se encontrem em fase terminal. Os médicos continuam a recorrer ao método que usavam antes, de sedação paliativa, fazendo o doente entrar em coma artificial”, disse Distelmans.

A extensão da lei da eutanásia aos menores votada em 2014 no parlamento belga tem sido criticada pela Igreja católica e alguns deputados. Os seus defensores falam do direito a uma morte "digna."

Criámos a possibilidade legal, para as pessoas que se encontrem confrontadas com a doença, de poderem viver em paz a sua situação, sabendo que podem a qualquer momento pedir a eutanásia. Não implica que o façam, mas o facto de poderem é importante para muitas pessoas”, afirmou o senador liberal Jean-Jacques De Gucht.

Os opositores da eutanásia para menores lembram que a lei mete no mesmo saco doentes de 0 à 18 anos e que uma criança não tem a capacidade de discernimento para pedir a morte.


Artigos recomendados:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...