22 de ago de 2016

Suécia - Policial sueco: “O estado de direito foi completamente destruído” - a impunidade reina!




Speisa, 22 de agosto de 2016. 



Suécia: outro policial deixa o seu trabalho em protesto por conta da má gestão da força policial pelo chefe da polícia nacional, Dan Eliasson. O policial escreve sobre sua decisão em uma carta a Eliasson, que também foi publicada em um grupo fechado para policiais suecos no Facebook. 

“Esta não é uma crise temporária. É um desastre. O Estado de direito foi completamente destruído. Quem tem os maiores poderes de violência é quem controla a comunidade local. Perda de vidas ocorrem, e os assaltantes permanecem largamente impunes,” ele escreve. 

O policial que escreveu de forma anônima, trabalhou no ramo desde os anos 90. Na primavera, a ele foi atribuída a tarefa de investigar um estupro com apenas um mês. 
“Nenhuma ação foi tomada. Eu nunca tive a oportunidade de um contato inicial com a vítima, e não tive tempo para me preparar para um interrogatório inicial”, diz a carta a Eliasson. 

“Ou você está mentindo conscientemente ou você está tão incorporado pela sua bolha que não entende como isso é sério”, escreve ele. 

A carta foi posteriormente espalhada para outros grupos no Facebook. Na segunda-feira, vários policiais usaram o Twitter e vincularam à carta ao Facebook [“linkaram”], e espalharam a outros colegas e ao público. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário