20 de ago de 2016

Suécia - novos relatos de agressões sexuais em festival sueco




The Local SC, 20 de agosto de 2016. 



Uma prisão por suspeita de estupro – posteriormente reclassificada como agressão sexual – foi feita em meio a uma série de queixas de crimes sexuais e outros em um festival em Estocolmo. 

A prisão foi feita na sexta-feira à noite durante o festival We Are Sthlm. [Estocolmo].

“Colocando as mãos (em alguém) é considerado uma agressão sexual, mais do que isso nós consideramos (possível) estupro”, disse Kjell Lindgren da polícia de Estocolmo ao TT. 

“A análise inicial deu a impressão de que um estupro tinha ocorrido. Após a realização de uma série de depoimentos e trabalho de investigação, estamos agora a tratar o caso como uma agressão sexual”, Lindgren continuou. 

A polícia havia recebido 17 relatos de agressões sexuais antes da sexta-feira. Além disso, os relatos que foram feitos foram de ataque, vandalismo, violência e violações das leis de faca. 

Oitenta e nove pessoas foram presas no festival ou levadas em custódia pela polícia por perturbação da ordem pública. 

A polícia recebeu um total de 38 queixas de agressão sexual durante o festival. 

Um total de 21 queixas de agressão sexual foram feitas no festival do ano passado. 

Festivais suecos viram uma tendência no aumento dos relatos de crimes sexuais este ano, incluindo no Festival de Bravalla do mês passado, do qual após a manchete do ato Mumford and Sons anunciou que iria boicotar o evento. 

We Are Sthlm é um festival de música jovem anual que acontece no centro de Estocolmo. O festival de 2016 está programado para terminar no sábado à noite. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário