28 de ago de 2016

Metade dos alemães opõe-se a um novo mandato de Angela Merkel

Sondagem tem um dos piores resultados de sempre para a líder alemã 


DN, 28 de agosto de 2016. 



Merkel ainda não anunciou se vai ou não candidatar-se a um quarto mandato

Metade dos alemães preferem que a atual chanceler Angela Merkel não se apresente à reeleição nas eleições legislativas de 2017, um dos piores resultados da líder conservadora alemã, segundo uma sondagem hoje publicada pelo jornal Bild am Sonntag.

Esta sondagem é divulgada um dia depois do semanário Der Spiegel ter avançado que Merkel, considerada como a mulher mais poderosa da Europa, tinha ponderado anunciar a sua candidatura para um quarto mandato à frente do governo alemão ainda este ano, mas que tinha recuado.

De acordo com o semanário alemão, a chanceler terá adiado a decisão por causa crise dos refugiados e de problemas internos no seio da coligação governamental.

A sondagem do Bild am Sonntag revelou que a chanceler alemã consegue um apoio global na ordem dos 42%, contra os 50% dos inquiridos que se manifestam contra um novo mandato da chanceler.

Os números são mais favoráveis para Merkel quando só questionados eleitores do bloco conservador, que integra a força partidária da chanceler, a União Democrata Cristã (CDU), e o seu aliado político no estado da Baviera, a União Social-Cristã da Baviera (CSU): a taxa de apoio ronda os 70%, enquanto 22% está contra a sua possível candidatura.

De acordo com o Der Spiegel, Merkel atrasou o anúncio da sua candidatura porque o líder da CSU, Horst Seehofer, ainda não decidiu se a sua força partidária vai apoiar a líder conservadora nas próximas eleições, uma decisão inédita que poderá representar uma rutura histórica entre as duas formações.


Leitura recomendada:





Nenhum comentário:

Postar um comentário