25 de jun. de 2016

Lembre-se de mim pela legalização do “casamento” gay, diz o ex-primeiro-ministro: o legado podre de David Cameron

David Cameron gayzista



The Christian Institute, 24 de junho de 2016.




David Cameron colocou entre os seus mais orgulhosos feitos a redefinição do casamento, ele anunciou isso hoje durante sua renúncia como primeiro-ministro [já vai tarde].

Falando do lado de fora na residência de número 10 em Downing Street após a votação para deixar a União Europeia [Brexit], ele disse que este foi um dos seus “grandes passos” neste país nos últimos anos. 

Sua atitude de introduzir o casamento homossexual em 2013 foi altamente controversa, com dois terços de um milhão de pessoas assinando uma petição contra o plano.   

Muito orgulhoso. 

David Cameron disse que estava “muito orgulhoso e muito honrado por ter sido primeiro-ministro deste país por seis anos”.

Ele acrescentou que o país tinha feito mudanças positivas, incluindo “permitindo que aqueles que se amam possam se casar, independentemente de sua sexualidade”. 


O líder trabalhista Jeremy Corbyn elogiou David Cameron sobre a questão do “casamento” gay, dizendo que ele era “muito corajoso” e tinha “se voltado contra o seu próprio partido” sobre a questão. 

Entristecido

O vice-diretor do Instituto Cristão, Humphrey Dobson disse: “Seja qual for a sua visão da posição de primeiro-ministro, David Cameron é entristecedor por ter optado por destacar esta questão profundamente controversa como sendo o seu legado. A creditamos que, se o casamento do mesmo sexo fosse submetido a um referendo ele teria sido derrotado, mas ele preferiu não dar ao povo britânico a palavra para dizer o que pensa sobre a redefinição do casamento”. 

Três dias antes da eleição geral de 2010, David Cameron disse à Sky News que não tinha planos imediatos para legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo. 

Petição do casamento. 

Apesar disso, o governo de Coligação apresentou um projeto para redefinir o casamento, e em fevereiro de 2013, ganhou uma votação decisiva sobre a questão. 

Mais da metade dos deputados conservadores votaram contra o senhor Cameron, enquanto o governo de coligação tinha que contar com a oposição para ganhar [ou seja, o partido trabalhista e congêneres].

Muitas pessoas manifestaram preocupações com os planos, com mais de 650.000 delas assinando numa coalizão a petição contra a proposta. 

A Lei do Casamento (de casais do mesmo sexo) recebeu aprovação real em 2013, e o senhor Cameron, desde então, falou várias vezes do orgulho que tem da lei. 


Fonte:http://www.christian.org.uk/news/remember-me-for-gay-marriage-says-pm/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...