31 de mai. de 2016

União Europeia força as gigantes das mídias sociais a remover o "discurso de ódio"




Speisa, 31 de maio de 2016.



As grandes empresas das mídias sociais agora são obrigadas pela União Europeia a remover o “discursos de ódio” online. 

Facebook, Twitter, Youtube (Google) e Microsoft assinaram um acordo com a União Europeia para remover o discurso de ódio em mídias sociais, relata Hegnar

De acordo com as novas orientações, as empresas devem tentar considerar pedidos para remover o discurso de ódio dentro de um dia. 

Vários governos europeus nos últimos meses tentaram fazer com que as mídias sociais reprimam o “racismo”, na sequência da crise de refugiados, e até mesmo a Alemanha tem obrigado o Facebook a criar uma força tarefa alemã de moderadores de esquerda para remover posts e comentários dos usuários – do qual eles considerem inapropriados e que obviamente põem em risco a agenda de  Ângela Merkel e da União Europeia. 

A remoção do discurso de ódio também é importante, porque os grupos terroristas estão usando as mídias sociais para radicalizar os jovens, afirma o Comissária de Justiça da União Europeia, Vera Jourová. 

No entanto, se muitas mensagens conservadoras são críticas da invasão da Europa, e passarem a ser removidas a partir destes sites, novos sites de mídia sociais inevitavelmente vão surgir, e em seguida, o Facebook e o Twitter vão ficar somente com pessoas que compartilham fotos de gatos e vídeos do American Idol. 

A liberdade de expressão não será interrompida a menos que seja permitida. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...