2 de abr de 2016

Britânico convertido ao Islã é adicionado à lista global de terroristas dos Estados Unidos por levantar fundos para Al-Qaeda e o Talibã

As autoridades permanecem completa e obstinadamente sem curiosidades de saber a respeito desse fenômeno da conversão ao Islã, e por que tantos convertidos ficam com a ideia de que sua nova religião quer que eles cometam traição e assassinato. 









Homem britânico adicionado à lista global de terroristas dos Estados Unidos, após suspeitas de que estava angariando fundos para Al-Qaeda





MailOnline, 31 de março de 2016




Por Sam Tonkin




Um britânico suspeito de angariar fundos para Al-Qaeda foi adicionado a uma lista de terroristas globais por parte do Tesouro dos Estados Unidos. 

James Alexander McLintock, que se acredita ter 52 anos, é acusado, juntamente com outros três homens de angariar fundos para grupos terroristas. 

Nascido em Dundee, Mclintock disse em uma entrevista com o The Scotsman em 2004 que ele tinha sido um “jihadista comprometido” que lutou no Afeganistão e na Bósnia. 

Ele disse ao jornal que ele havia se convertido ao islamismo aos 20 anos, e mudou o seu nome para Yaqub Mclintock e viveu com a sua família no Paquistão. 

O Tesouro Americano disse que sua organização de bem-estar, Al-Rahmah sediada no Paquistão (RWO) é uma frente que fornece dinheiro para Al-Qaeda, e o Talibã, e o Lashkar-e-Taliba, e outros grupos extremistas afegãos sob a desculpa de ajudar os órfãos. 

O Tesouro Americano disse em um comunicado: “A partir do início de” 2013 Mclintock recrutaram insurgentes afegãos para obter fotos de crianças, documentos de identidades afegãos, e números de telefone celular para criar dossiês falsificados para serem usados para obter doações para RWO, que foram canalizados para apoiar a Al-Qaeda. 

“Já em 2010, McLintock usou RWO de fachada como uma organização financeira para ajudar os órfãos para financiar atividades dos militantes do Talibã na Província de Kunar, no Afeganistão.”. 

O departamento disse que McLintock também se reuniu regularmente com o Talibã e outros comandantes militantes. 

McLintock recebeu cerca de € 120.000 (180.000 dólares) de doadores na Grã-Bretanha entre abril de 2011 e abril de 2012, e também recebeu dinheiro de instituições de caridade no Golfo Pérsico e no Reino Unido, disse o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos da América [ênfase adicionada]. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...