30 de abr de 2016

Líder xiita no Iraque: “Ou estes políticos corruptos saem ou o governo é derrubado”

Prólogo.


George W. Bush é irremediavelmente um criminoso de guerra, e tal como Saddam Hussein, também deveria ser enforcado. O clérigo Moqtada Al-Sadr, ligado aos xiitas do Irã, que ajudou a estimular revoltas contra os Estados Unidos em 2004, mais uma vez volta para o Iraque em 2011. No início alegará que não mais se envolveria na política, mas de repente essa vontade passou. O Irã, como sempre, está envolvido em todas as revoltas “populares” (terroristas) que ocorrem no Oriente Médio. Com Saddam Hussein e a invasão do Iraque não foi diferente, assim como com Kadafi, pois Teerã se articula junto com a Rússia para também exercer influência militar e política naquela região.  

Para mim está claro o objetivo de Moqtada: ele quer reavivar as milícias xiitas naquela região, e colocá-las a serviço de seus mestres iranianos. Putin já havia dado algum auxilio para as forças iraquianas, que estão desgostosas de como os americanos estão gerindo a situação. Falta pouco para que as eleições americanas se concretizem e deem ao mundo o novo líder da nação mais poderosa da Terra. Pelas minhas estimativas, Moscou tem tudo garantido para estender sua influência militar e política para aquela região por meio do Irã. 










EuroNews, 30 de abril de 2016.





Por Francisco Marques | Com FRANCE PRESS, RUDAW




Os manifestantes xiitas antigoverno que este sábado invadiram o Parlamento do Iraque, em Bagdade, começaram a abandonar o local depois de ali terem permanecido horas a protestar de forma pacífica. A intervenção clandestina terá sido motivada por um apelo à ação do líder religioso xiita Moqtada al-Sadr, que exige a implementação da reformulação do governo prometida pelo primeiro-ministro, mas cuja votação os deputados parecem insistir em retardar.



No final da tarde deste sábado, fiéis de Moqdata al-Sadr e o próprio primeiro-ministro, Haidar al-Abadi, apelaram aos manifestantes para abandonar o parlamento. A invasão foi o culminar de uma manifestação que começou por cingir-se a uma concentração nas imediação das Zona Verde da capital, um perímetro normalmente fechado ao público, mas que, este sábado, 12 anos depois, voltou a abrir-se ainda que de forma furtiva.




Numa comunicação ao final do dia, Moqtada al-Sadr insistiu na mudança do governo prometida pelo primeiro-ministro: “Ou estes políticos corruptos saem ou o governo é derrubado sem exceções pelo povo. Estou aqui hoje para tomar o lado do povo e somente o lado do povo. Vou deixar de falar com políticos, à exceção daqueles que também querem mudar as coisas. Estou à espera da revolução do povo.”

De acordo com a televisão Rudaw, sediada no Curdistão iraquiano, cerca de 70 deputados curdos e sunitas abandonaram Bagdade rumo a Erbil, no norte do país. Alguns dos parlamentares curdos dizem ser hora do Curdistão cortar o vínculo com o Iraque.


Em comunicado, a União Europeia condenou a invasão do parlamento e sugeriu ter-se tratado de uma perturbação deliberada do processo democrata em curso no Iraque.






Infiltrados no tráfico das metanfetaminas na União Europeia - Red Cocaine

Prólogo.

Eu achei extremamente relevante essa matéria, e por isso eu a trago aqui para leitura, para que compreendam em parte como funciona o narcotráfico na Europa. Existem várias vias, uma delas são os países do antigo bloco soviético, que, além de contrabandearem armas, ainda produzem drogas para serem comercializadas na Europa, embora, muitas dessas drogas venham da América Latina, e do Oriente Médio. Isso é assunto para outra ocasião. Bom, sem mais delongas: eu vou deixar um artigo ainda mais relevante nesse meu pequeno prólogo, para que possam compreender um pouco mais da dimensão geopolítica das drogas, e como elas servem para minar as democracias, e ser um meio de financiamento para ditaduras, revoluções, e atividades terroristas mundo a fora. É o livro “Cocaína Vermelha”, dos autores Joseph D. Douglasse e Ray S. Cline.

Turquia: muçulmanos gritam “Alá Akbar”, enquanto colunistas dum jornal são condenados à prisão por causa de caricaturas de Maomé.

Rapidamente islamizada a Turquia está claramente se movendo em direção à restituição das leis de blasfêmia da Xaria. Mas os turcos ainda são “moderados”: Hikmet Centinkaya e Ceyda Karan poderiam ter sido condenados à morte. E na prisão, eles correm grave perigo. 
Enquanto isso, ninguém no Ocidente ninguém começou a perceber o quão hipócrita é a Turquia e a sua liberdade de expressão e a se lembrar do coro de condenação que recebemos dos principais meios de comunicação (e outros) no ano passado depois que jihadistas atacaram a nossa Exposição de Arte de e Concurso de desenhos animados de Maomé. As pessoas não estão presas ainda nos Estados Unidos por fazer caricaturas de Maomé, mas há uma abundância de pessoas aqui que gostariam de ver isso acontecer. E está bem próximo. 



Colunistas turcos recebem dois longos anos de prisão por causa dos desenhos animados do Charlie Hebdo. 



AFP, 28 de abril de 2016. (Graças a Jihad Watch Por Robert Spencer)


Um tribunal de Istambul nesta quinta-feira condenou dois proeminentes jornalistas turcos com dois anos atrás das grades por ilustrarem suas colunas com uma charge do profeta Maomé, publicada originalmente pelo semanal satírico Charlie Hebdo. 

“O profeta Maomé”. AFP, como toda a grande mídia, assume que Maomé é o profeta de todos, e que todos nós somos muçulmanos agora. 

A sentença entregue aos colunistas Hikmet Cetinkaya e Ceyda Karan, ambos colunistas e oposição junto com a Cumhuriyet Daily, que intensificou o alarme sobre a liberdade de imprensa na Turquia, sob o governo do linha dura, Recep Tayyip Erdogan, que fez do Islã a pedra angular de sua política. 

A Finlândia corre o risco de entrar numa “grave crise” com a Rússia caso resolva se juntar a OTAN - advertem os peritos

O Presidente russo, Vladimir Putin aperta a mão do seu homólogo finlandês, Sauli Niinistö, durante uma reunião na residência do Estado Novo em Ogaryovo nos arerdores de Moscou, em 22 de Março, de 2016. 




DefenseNews, 30 de abril de 2016.




HELSINK – Se a Finlândia aderir à OTAN poderá provocar uma “grave crise” com a vizinha Rússia, diz um relatório de peritos encomendado pelo governo nessa sexta-feira.

O relatório também disse que a Finlândia e a Suécia devem decidir em conjunto se querem juntar-se a Aliança Militar Transatlântica. 

Reino Unido: guarda de segurança fanático pelo Estado Islâmico desejava um “feliz 9/11” pelo Twitter

Está é a Grã-Bretanha que David Cameron e Theresa May queriam. Está é a Grã-Bretanha que temos. Eles têm perseguido e perseguido os jihadistas, enquanto propagandeiam e os apazigua aos gostos de Mohammed Ameen. Então, eles cavaram sua cova, e eles não serão capazes de escapar por meio de suas mentiras. 









Guarda de segurança fanático do Estado Islâmico de 23 anos, desejava aos seus seguidores um “feliz 9/11” enviando mais de 8.000 tuítes glorificando o grupo terrorista e incentivando o Jihad.



MailOnline, 28 de abril de 2016. 






Um fanático pelo Estado Islâmico que desejava aos seus seguidores um “feliz 9/11” postou mais de 8.000 tuites glorificando o grupo terrorista e encorajando o Jihad, pegou cinco anos de prisão. 

Mohammed Ameen, de 23 anos, usou 16 contas diferentes e deu 42 tuitadas para expressar o seu apoio ao Estado Islâmico entre maio e outubro do ano passado. 

O guarda de segurança se declarou culpado no mês passado por cinco acusações de incentivar o terrorismo e uma acusação de apoio a uma organização proibida. 

Ameen, de Degenham, leste de Londres, também se declarou culpado de uma acusação de divulgação duma publicação terrorista, relativa a um vídeo que convocava pessoas para a causa de Alá, que ele postou no Twitter, em setembro do ano passado. 

O tribunal ouviu sobre os envios dos tuítes celebrando os ataques de 9/11 em Nova York. 

Um dizia: “€TheMagnificent19 eu desejo que vocês sejam aceitos nos mais altos escalões e que atos como esses se multipliquem € feliz 9/11”. 

Uma imagem foi postada duma declaração que dizia: 

“Quando descemos nas ruas de Londres, Paris e Washington o sabor era muito amargo, porque não só vamos derramar o seu sangue, mas também vamos demolir suas estátuas, apagaremos sua história e, o mais doloroso, nós converteremos suas crianças e que vão continuar defendendo o nosso legado e amaldiçoando os seus antepassados”. 

Ameen tuitou uma foto de Mohammed Emwazi – conhecido como Jihad John – com uma máscara preta segurando uma faca. Outro tuite dizia: “O seu 7/7 é o nosso 24/7”. 

O Procurador Christopher Amis QC disse ao tribunal que “talvez isso dê uma visão da mentalidade do réu”. 

Mohammed Ameen foi preso e condenado com cinco anos de prisão por enviar um fluxo de tuites que glorificam o Estado Islâmico. 




Escócia: sauditas cortam o financiamento para ex-muçulmanos depois que eles se recusaram a ajudar na criação duma mesquita

Wahhabismo não quer que as pessoas pensem por si mesmas. A Arábia Saudita não quer que as pessoas pensem por si mesmas. Eles são contra as mulheres, e contra os gays, a quem dizem que vão matar. A Arábia Saudita quer espalhar isso para o mundo todo. Eu não posso fazer parte disso.” Isto levanta sérias implicações aos estudantes sauditas no Ocidente, mas as autoridades ocidentais não vão, é claro, considerá-las. 



A família árabe deixada destituída depois de terem o financiamento de suas universidades cortadas sendo culpados de recusar a cooperar na criação duma mesquita. 


The National, 28 de abril de 2016 (graças a Thomas e Jihad Watch Por Robert Spencer






Uma família carente pediu asilo político na Escócia e disseram ontem os seus medos de serem enviados de volta a Arábia Saudita por causa duma mesquita. 

Haifa Alshamrani veio para o Reino Unido para estudar medicina, mas seu visto foi revogado quando as autoridades sauditas cortaram o financiamento da sua taxa de matrícula da Universidade de Glasgow. A jovem de 29 anos viajou para a Escócia com o marido Abdullah Amri e suas crianças, Mohamed de dez anos, e Gadah, de sete, e choraram ontem ao lembrar que ela teve que vender o seu anel de casamento e joias para pagar as contas. 

Iraque: Centenas de xiitas entram na Zona Verde de Bagdade e invadem parlamento

Prólogo.

Eles ou querem um governo islâmico ou russo. Pelo jeito, os americanos minaram Saddam Hussein, mas não os ideais dos clérigos estupradores e terroristas do país. 



"Manifestantes"



EuroNews, 30 de abril de 2016.





Por Francisco Marques | Com REUTERS, RUDAW



Centenas de apoiantes do clérigo xiita Moqtada al-Sadr forçaram a entrada, este sábado, a Zona Verde da capital do Iraque, Bagdade, e invadiram mesmo o parlamento. A investida, no entanto, terá sido pacífica e até ao momento não há registo de danos de maior ou vitimas.




A invasão aconteceu após um apelo do respetivo líder religioso, o clérigo Moqtada al-Sadr, para que o povo iraquiano rejeitasse a proposta do atual primeiro-ministro para a criação de um novo governo. Esta semana, os deputados falharam a convocação de uma votação para a reforma do executivo.

Aviões de guerra turcos atingiram alvos do PKK no sudeste da Turquia, e norte do Iraque

Prólogo. 


Estes pequenos conflitos são parte da guerra particular entre a Turquia (OTAN) e a Rússia. Inicialmente, eu pensei que os curdos não tivessem nenhuma ligação com a Rússia, mas depois de um tempo eu descobri essa conexão por meio das próprias mídias propagandistas russas. Os curdos são apoiados pelo Kremlin, e rotineiramente lançam ataques aos turcos – que também não estão limpos nessa história, pois tanto os russos quanto os turcos são responsáveis pelos conflitos menores, como, por exemplo, o conflito entre a Armênia e o Azerbaijão – em que ambos os países fomentam e munem os conflitantes para que se matem entre si. 

Os ataques à Turquia por meio da organização terrorista PKK pode muito bem servir aos interesses de Erdogan, que tem endurecido e minado cada vez mais a democracia em seu país, com o intuito de se perpetuar no poder. Porém, nem sempre Moscou e Ancara estiveram em conflito, visto que no passado, um ajudou o outro – Ancara ajudou, ou tentou ajudar os parceiros dos russos, o Irã, com negociatas mediadas pelo Brasil, governado pelo então Presidente Lula, para enriquecer o seu urânio, e assim burlar as sanções das Nações Unidas e da União Europeia. Ironicamente, a Turquia continua sendo forte aliada do Irã, e a Rússia hoje se coloca hoje como adversária da Turquia. 

China e Rússia condenam escudo antimísseis dos EUA na Coreia do Sul

Prólogo.


Rússia e China se acham muito engraçados! Pois ao mesmo tempo em que declaram que é inadmissível o ato da Coreia do Sul de querer se defender, eles próprios ameaçam os outros por querer fazer o mesmo, concernente a suas ofensivas. A Coreia do Norte há muito vem fazendo esses testes ridículos que não passam de despropósitos, e que colocam em risco a estabilidade daquela região. Tanto Moscou quanto Pequim fala o que bem lhes prouver, sem se preocuparem com a coerência do que dizem. Ambos são parceiros estratégicos um do outro, assim como da Coreia do Norte, e jamais fizeram algo significativo para abrandar o regime daquele país – pelo contrário: ambos também ficam atiçando outros países com suas ameaças, e seu expansionismo criminoso

Já é hora das potências regionais se juntarem e porem fim a esses países marginais, e patrocinadores do terrorismo








Alateia, 29 de abril de 2016. 




China e Rússia lamentaram nesta sexta-feira a possível mobilização de um escudo antimísseis americano na península coreana, menos de 24 horas depois do lançamento frustrado pela Coreia do Norte de dois mísseis de médio alcance.

Em reação à série de testes realizados por Pyongyang, Seul e Washington planejam instalar na Coreia do Sul um sistema de escudo antimísseis THAAD (Terminal High Altitude Area Defence System), capaz de destruir os mísseis norte-coreanos durante o voo.

Pequim, por sua vez, se mostra preocupada por esta nova mobilização perto de seu território.

“Ambos estamos seriamente preocupados com a provável mobilização do sistema THAAD na Coreia do Sul”, declarou o ministro chinês das Relações Exteriores, Wang Yi, em uma coletiva de imprensa conjunta com seu colega russo, Serguei Lavrov, em visita a Pequim.





“A iniciativa vai além das necessidades reais de defesa dos países afetados”, estimou Wang, e “isso afetará diretamente a segurança estratégica da China e da Rússia, respectivamente, se o sistema for mobilizado”, acrescentou.

Serguei Lavrov condenou que Washington utilizasse os testes de Pyongyang como pretexto para se equipar com uma “defesa antibalística global”.

A Coreia do Norte realizou na quinta-feira um lançamento frustrado de dois mísseis de médio alcance.

Os Estados Unidos pediram logo depois consultas urgentes no Conselho de Segurança da ONU.

(AFP)



O ISI do Paquistão controlava o complexo Abbottabad, de Osama Bin Laden

Esta é mais uma evidência de que o Paquistão não é um aliado e não tem sido há anos – como se mais quaisquer provas fossem necessárias. 


ISI controlava o complexo Abbottabad, de Osama Bin Laden: o livro.



PTI, 28 de abril de 2016. (Graças a Jihad Watch Por Robert Spencer


Washington: o esconderijo Abbottabad de Osama Bin Laden estava sob o controle da ISI (Serviço de Inteligência Paquistanês) e um médico do Exército do Paquistão que tratava do terrorista mais temido do mundo antes dele ser morto em um ousado ataque por comandos dos Estados Unidos em 2011, de acordo com um novo livro.




29 de abr de 2016

Bangladesh: dois hindus presos por difamar o Islã.

Nós somos muito mais esclarecidos no Ocidente. Temos a liberdade de expressão. Nós não enviamos pessoas à prisão por difamar o Islã. Nós somente vilipendiamos os “racistas” e “islamofóbicos”, que tentam impedir a boa educação em nossa sociedade. Todo mundo sabe que se nós simplesmente não provocarmos os pobres muçulmanos, eles não vão atacar, e tudo ficara bem e todos os tipos de coisas boas acontecerão. Portanto, este tipo de comportamento por conta destes hindus não pode ser tolerado – e como poderia agora?  










Dois mestres hindus foram presos em Bangladesh por difamar o Islã. 



UdayavaniEnglish, 27 de abril de 2016 (graças a Lookmann).


Dhanka: dois mestres hindus em Bangladesh foram presos com uma sentença de seis meses por fazerem comentários blasfemos sobre o Islã sob uma lei estabelecida desde a época colonial, e que torna crime o insulto à religião muçulmana no país de maioria muçulmana. 

Um tribunal em sudoeste de Bagerhat muçulmano condenou dois professores – Krishnapada Mouli e o seu assistente e professor Ashok Kumar – da Hijla Hig School a seis meses de prisão por seus comentários que provocou revolta entre as pessoas do bairro, disseram as autoridades aos repórteres. 

“Um dos professores fez algumas observações abusivas sobre o Islã na sala de aula no início desta semana... E ao propagar as suas observações, ele provocou um escândalo entre as pessoas na vizinhança”, disse PTI um jornalista local. 

O diretor da escola, que também é um seguidor da fé hindu, ficou do lado do seu colega depois que alguns pais protestaram contra suas declarações.

“As discussões chegaram a um ponto que praticamente deixaram os dois professores confinados dentro da escola”, disse ele. 

“Estamos informados sobre a situação, e a ONU (chefe de administração do subdistrito) e o magistrado do executivo correram para o local, e liberaram os confinados e os entregou a sentença, num julgamento encenado na cena do crime”, disse ele. 

Sob uma lei concebida durante o período britânico, o insulto a qualquer religião é tratada como um crime em Bangladesh. 

É comumente alegado que as leis de blasfêmia no Paquistão e leis semelhantes no subcontinente vieram dos britânicos. Se isso for verdade, por que então as ex-colônias britânicas e os britânicos não têm leis semelhantes?  


Austrália: adolescente muçulmano preso por conspiração Jihad estava num programa de “desradicalização”

“No caso do menino, a ele teria sido dada adesão a um ginásio, por conta de sua orientação religiosa, e teve visitas regulares e telefonemas e contato com a polícia comunitária”. O quê? Ele tinha entrado numa ginásio [esportivo] e ainda tentou lançar o Jihad contra infiéis? Ele não sabe o que o Alcorão diz sobre a subjugação e guerra contra os que não são muçulmanos, a menos, é claro, que lhe deem uma adesão a um ginásio.


Menino de 16 anos preso por conspiração terrorista no Anzac Day, e ele fazia parte do programa de "desradicalização." 



Sydney Morning Herald, 26 de abril de 2016. (Graças a Jihad Watch Por Robert Spencer)



Por Rachel Olding.



Um rapaz de 16 anos foi preso por um suposto plano terrorista no Anzac Day e tinha feito parte dum programa de "desradicalização" administrada pelo governo há cerca de um ano. 

O menino, que não pode ser identificado por razões legais, optou por não aparecer no Tribunal Infantil de Parramatta, na terça-feira para um breve depoimento após dois dias de sua prisão. 

Seu advogado, Zemarai Khatiz, entrou com apelo para não culpá-lo da acusação de fazer a preparação para um ato terrorista, um delito que acarreta em uma sentença máxima de prisão perpétua.

Rota de migrantes por Itália preocupa Europa

Prólogo.

A Áustria está se preparando para a temporada de tsunami migrante que virá da Líbia, pois como já relatei anteriormente nesse blog em 30 de março, 800.000 pessoas estão prontas para viajar da Líbia até a Europa. O que significa que a Áustria também é candidata a se tornar hotel de jihadistas. "Os números de jihadistas entre os imigrantes na Líbia são estimados entre 4.000 a 5.000", de acordo com o Ministro da Defesa francês Yves Le Drian. 

No entanto, isso não significa que os Estados-Membros se safam das quotas de imigrantes, só significa que as rotas ilegais serão suplantadas, e que rotas legais serão estabelecidas por meio de decisões de Bruxelas. O que fará com que partidos anti-imigração ganhem destaque nas eleições regionais. Como já vem ocorrendo na Áustria.

Departamento de Educação norte-americano oferece educação islâmica em sala de aula para parar o bullying contra os muçulmanos

Isto não é inconstitucional? Não havia uma luta de décadas para conseguir tirar o Cristianismo de todas as salas de aulas das escolas públicas? Agora as normas que tinham sido aceitas para a separação entre a religião e escolas públicas estão sendo postas porta a fora. Esta iniciativa de introduzir o Islã em sala de aula é baseada em afirmações espúrias de que os estudantes muçulmanos são maltratados, quando as estatísticas reais do FBI mostram que incidentes contra os judeus são muito mais comuns. 


O Departamento de Educação incentiva o Islã nas salas de aula para parar o Bullying contra muçulmanos. 



Parent Herald 27 de abril de 2016. (Graças a Religião de Paz).





Por Diane Palmer. (Graças a Jihad Watch Por Robert Spencer.)



O Departamento de Educação dos Estados Unidos chama educadores para incluir o Islã no currículo para abordar a intimidação de estudantes muçulmanos. 

O Departamento de Educação (DOE) nos Estados Unidos encorajou os educadores a serem mais responsáveis em proteger os estudantes muçulmanos de intimidação por meio do ensino do Islã em sala de aula. Muitas pessoas rejeitaram as exigências de instruções do DOE, dizendo que não é apropriado abrigar a religião na sala de aula. 

Paquistão: adolescente cristão é linchado por flertar com menina muçulmana




Lembra-se de Emmett Till?






O Paquistão: um rapaz de 18 anos de idade é a mais recente vítima da hostilidade muçulmana aos cristãos. 



Christian Today, 27 de abril de 2016 (graças a Religião de Paz).



Por Mark Woods.  



Um menino cristão no Paquistão foi supostamente enforcado por muçulmanos que acreditavam estar ligado a uma menina muçulmana que vive em frente à casa de seu irmão.

Uma reportagem no Pakistan Christian Post cita uma investigação da The Voice Society que concluiu que o menino de 18 anos era Qaisar Masih que foi morto pela família da menina em um ataque liderado por seu pai, Mohammad Billa. 

Suécia quer respostas provenientes da Rússia após ameaças do Ministro Sergei Lavrov - o expansionismo eurasista da Rússia

Prólogo.


A Suécia é um país decadente culturalmente e moralmente falando: o país enfrenta uma grave crise cultural, em que os cidadãos se envergonham de suas origens étnicas e culturais, e o que impera nessa sociedade é o Marxismo e o politicamente correto. Sucessivos líderes do país enfraqueceram-no por dentro, dando-lhe doses e mais doses de politicamente correto, tornando o Cristianismo, o que outrora foi à base dessa nação, um elo fraco, e sem consistência alguma. O país gasta mais com imigração para tentar tornar o país multicultural, do que com defesa, e os inimigos mais fortes se regozijam disso, pois sabem que países fracos culturalmente e militarmente são as prezas mais fáceis. Com a Suécia não seria diferente. 

A Noruega, embora membro da OTAN, tal como a Dinamarca e Finlândia, também não está imune, pois as mesmas políticas têm sido adotadas, e o país culturalmente está em decadência profunda. Democracias são rotativas, nelas ocorrem rodízios de poder, e cada nação é soberana, e os povos destas nações escolhem os líderes que bem lhes prouver. É por isso que, na política, a OTAN não pode fazer nada concernente à influência russa; e uma vez que os cidadãos escolhem líderes que se comprometem com a agenda da União Europeia, de redistribuir as quotas de refugiados, a inquietação e insatisfação aumentam, e grupos "nacionalistas" antagônicos a estas políticas podem ascender na política. 

Paquistão: Cristã casada é violentada por dois muçulmanos




ACL, 28 de abril de 2016.



Por Tamara García Yuste



MADRI, 28 Abr. 16 / 05:00 pm (ACI).- A jovem cristã paquistanesa, Asia Mushtaq, de 30 anos, foi “brutalmente atacada e violentada por dois muçulmanos, enquanto seu esposo, Shakil Khan, estava servindo em Peshawar (Paquistão) ao Exército de seu país”.

Assim o denunciou a Associação Cristã do Paquistão na última segunda-feira. Além disso, assegurou que ameaçaram matar a sua filha de dois anos se não cumprisse com “as exigências” dos dois homens. Do mesmo modo, o relatório expressa que a jovem foi amarrada pelos pés e mãos na cama para poder ser violentada.           

Os Estados Unidos tramam com as Nações Unidas para expandir o número de refugiados de 10.000 para 200.000

Obama encontrou meios de trazer tantos quanto ele puder, nos últimos meses de sua falha presidência. A Europa está sendo cautelosa. Eles estão lidando com sua população muçulmana, mas esta invasão / hirjah é o último prego no caixão. O que significa que Obama vai tentar trazê-la para cá. 










Washington Examiner 25, de abril de 2016. 






Em uma ação comum em torno do processo de estabelecimento de refugiados na América, as Nações Unidas e o governo estão planejando encontrar outras formas de aumentar o número de sírios para entrarem no país, a partir de 10.000 este ano, possivelmente, 200.000.

Autoridades norte-americanas reuniram-se com funcionários dos direitos humanos das Nações Unidas em Genebra, juntando-se a um projeto que visa “vias seguras e alternativas” para fixar refugiados sírios na América e na Europa, o que inclui enviá-los para faculdades e universidades para oferecer programas de ensino incentivando sírios que já estão no país a abrirem suas casas para aqueles que já fugiram do país no Oriente Médio devastado pela guerra.  

Na semana passada, a Universidade do Sul da Califórnia revelou que está oferecendo cinco programas de ensino grátis para refugiados sírios, incluindo um programa de jornalismo. 

Os esforços foram revelados nesta segunda-feira em um post do Centro de Estudos sobre imigração. Ele cita um professor da Universidade de Georgetown e assessor de política de refugiados da ONU, que escreveu sobre o plano secreto para decidir o que fazer com mais de 10.000 sírios, que o Presidente Obama disse estar tudo certo para abrigá-los [ênfase adicionada].

Beth Ferris, professor de pesquisa na Universidade de Georgetown e conselheiro da ONU, até sugeriu um total de 200.000 em uma recente conferência no Brookings Institution:

“Os refugiados e os funcionários do governo estão esperando esta crise para durar uns 10 ou 15 anos. É tempo em que já não funcionam negócios usuais... UNHCR no próximo mês vai convocar uma reunião para olhar para o que está sendo chamado de ‘ caminhos seguros e alternativos’, para os refugiados sírios. Talvez seja difícil para os Estados Unidos um número a partir de 2.000 a 200.000 refugiados sírios reinstalados em um ano, mas talvez existam maneiras das quais podemos fazer com que nossas universidades ofereçam bolsas a estudantes sírio-americanos que vivem aqui para trazer não só os seus filhos e conjugues, mas seus tios e seus avós. Pode haver maneiras que poderíamos incentivar sírios para vir para os Estados Unidos sem passar por este processo trabalhoso, demorando a reinstalação de refugiados.”. 


A reunião de Genebra teve lugar em 30 de março e a CIS tinha os detalhes sobre o que ocorreu. 

O Alto Comissariado da ONU para os  Refugiados, Filippo Grandi, disse aos representantes de 92 nações que precisavam explorar “caminhos alternativos” para a admissão de refugiados sírios. Ele disse:

Estes percursos podem assumir muitas formas: não só a reinstalação, mas também mecanismos mais flexíveis para o reagrupamento familiar, incluindo os membros extensos da família, regimes de mobilidade de trabalho, visto de estudante e bolsas de estudo, bem como visto por razões médicas. 

Necessidades de reinstalação há muito superam os lugares que foram disponibilizados até agora... Mas visto humanitário e de estudante, autorizações de trabalho e de reagrupamento familiar representariam vias seguras de admissão para muitos outros refugiados também.


No final da reunião, ele disse que muitos países fizeram compromissos, entre eles:

- Aumentar o número de lugares de admissão de reassentamentos humanitários. 

- Facilitar a reunificação familiar e aumentar as possibilidades de reagrupamento familiar.

- O fornecimento de bolsas de estudo e vistos de estudante para os refugiados sírios. 

- Eliminação dos obstáculos administrativos e a simplificação dos processos para facilitar e agilizar a   admissão de refugiados sírios. 

- Usando recursos fornecidos pelo setor privado, a fim de criar regimes de mobilidade de trabalho para os refugiados sírios. 


Seria apenas a mais recente expansão dos benefícios para os refugiados que os americanos e outras nações já fornecem. As secretas relatadas domingo, por exemplo, que as pobres crianças refugiadas recebem mais pagamentos em dinheiro, vale-refeição e Segurança Social do que as crianças americanas pobres. 






FBI prende irmão de terrorista de San Bernardino





DN, 28 de abril de 2016. 




Detenção não estará relacionada com o ataque na Califórnia em dezembro. Foi presas mais duas pessoas

O FBI prendeu três pessoas, uma das quais é irmão mais velho de um dos autores do ataque terrorista em San Bernardino, Califórnia, em dezembro. As detenções ocorreram durante as buscas realizadas em Corona e Ontário.

O LA Times avança que estas detenções não estarão diretamente relacionadas com o ataque terrorista de 2 de dezembro, no qual 14 pessoas foram mortas depois de Syed Rizwan Farook e a sua mulher, Tashfeen Malik, terem disparado sobre elas. O casal acabou por morrer na troca de tiros com a polícia.



O FBI já havia realizado três buscas na casa de Syed Raheel Farook, onde vivem outros familiares do terrorista, desde os atentados do ano passado.

A agência federal continua a investigar o atentado, tendo recentemente anunciado que conseguiu desbloquear o telemóvel de Rizwan Farook, depois da Apple ter recusado cumprir uma ordem judicial.



28 de abr de 2016

Noruega promete mudar as práticas de bem-estar infantil /o Estado tomando conta da vida alheia

Prólogo


A Noruega, tal como a Suécia introduziu leis que interferem na educação dos pais. Assim como a Suécia, a famigerada lei que inibe correção física também foi introduzida, como consta no artigo. “Violência verbal e psicológica”, diz a representante da organização de Serviço de Bem-Estar Infantil Norueguesa. Na Noruega a ideologia de gênero também é uma regra nas escolas, e resistir a elas também pode ser enquadrado como violência psicológica, caso os pais sejam os responsáveis por criar mecanismos de resistência a esta doutrinação. Portanto, uma criança que recebe dos pais uma visão cristã do casamento, e das relações home e mulher, pode muito bem ser enquadrada como vítima de “violência psicológica”, se assim o Estado compreender.

Vejam que, eles reconhecem os “erros”, e ainda ratificam que, tal como na vida dos cidadãos nativos, os estrangeiros devem se adaptar a intromissão do Estado na educação das crianças – mesmo que seja para ensinar a famigerada ideologia de gênero, que lá tem de sobra, e eu ratifico aqui. O Estado ensina gênero neutro para os seus filhos, e ainda por cima, quer que você seja punido, caso resista em por o seu filho nos trilhos tortuosos da diligência descarrilada politicamente correta. 

Nova previsão sueca de refugiados - planos para a chegada de 100.000 este ano




Speisa, 27 de abril de 2016.



O Conselho de Imigração tem planos para cerca de 100.000 requerentes de asilo neste ano. A nova previsão de refugiados foi submetida ao governo hoje. 

O Conselho de imigração avaliou no início de fevereiro, que a previsão era muito incerta para chamar isso de uma previsão. Mas eles assumiram, no entanto, que até 140.000 requerentes de asilo poderiam vir este ano, informa o SVD

Turquia: Ataque suicida faz 13 feridos em Bursa




Euronews, 28 de abril de 2016.





Por Miguel Roque Dias.







Pelo menos 13 pessoas ficaram feridas num ataque suicida, esta quarta-feira, na cidade de Bursa, no noroeste da Turquia.

Segundo as autoridades, nenhuma das vítimas está ferida com gravidade.

A cidade de Bursa é a quarta metrópole do país com quase 3 milhões de habitantes.

Uma mulher de 25 anos acionou o dispositivo explosivo que envergava, causando o pânico, por volta das 17:26 horas locais, 13:26 hora de Lisboa.

A mulher fez-se explodir perto da principal mesquita da cidade. Este é o quinto ataque suicida a ocorrer num centro urbano da Turquia, desde o início do ano, incluindo dois em Istambul, reivindicados pelo grupo Estado Islâmico, e dois na capital, Ancara, que foram reivindicados por um grupo militante curdo.

O ataque em Bursa ocorreu um dia depois de os Estados Unidos da América terem alertado os cidadãos norte-americanos, na Turquia, sobre ameaças terroristas credíveis para as áreas turísticas.

A Turquia enfrenta a pior onda de violência dos últimos trinta anos depois do fim do cessar-fogo com os militantes curdos, no sudeste do país.




Fonte:http://pt.euronews.com/2016/04/27/turquia-ataque-suicida-faz-13-feridos-em-bursa

Aliança das Civilizações: Juntos contra o "ódio" - a hipocrisia de Erdogan e das Nações Unidas

Prólogo. 

Resumindo: expor o Islã por aquilo que ele é, consigna crime de ódio; e se por um acaso você for contra a imigração de modo desvairado, sabendo que o Estado Islâmico avisou de antemão que iria encher a Europa de jihadistas, travestidos de refugiados, e as ruas com os corpos das vítimas, você é um pregador de ódio e um racista. E isso vindo de pessoas como Recep Tayyip Erdogan, que não reconhece o genocídio Otomano contra os armênios, e que confisca igrejas. Aliás, Erdogan poderia combater o ódio, por exemplo, nos campos de refugiados montados por ele e seus funcionários imbecis, onde as mulheres são abusadas e prostituídas, assim como meninas também. Ou quem sabe ele deveria combater o ódio, impedindo que navios carregados com armas zarpem da costa de seu país, para que vá em direção à Líbia, para auxiliar os terroristas do Estado Islâmico por lá. 

A única coisa que ficou clara aí foi o intuito do governo turco e de outras nações islâmicas de cercear a liberdade de expressão. Nada mais, nada menos. A realidade é bem diferente do quadro que pinta o Sultão turcomano e seus capachos.

27 de abr de 2016

As chocantes estatísticas de crimes divulgados na Suécia





Speisa, 27 de abril de 2016. 







Durante 2015, 18.100 crimes sexuais, dos quais 5.920 são classificados como estupros, foram relatados à polícia.  Para o Crime Survey National (NTU), 10% dos suecos (16-79 anos) disseram que tinham sido submetidos a crimes sexuais em 2014, o que corresponde a cerca de 76.000 pessoas.



http://pt.gatestoneinstitute.org/5336/suecia-estupros


Significativamente mais mulheres do que homens têm sido vítimas de crimes sexuais; 1,8% das mulheres e 0,3% dos homens dizem que foram vítimas de crimes sexuais. 

Em 2015, 11,3% da população com idade entre 16-79 anos foram vítimas de crimes, de acordo com o levantamento da NTU. Os tipos de rimes na pesquisa são chamados de crimes contra o individuo: agressões, ameaças, crimes sexuais, assaltos, fraudes ou assédio. 

http://pt.gatestoneinstitute.org/5336/suecia-estupros
Isto significa que cerca de 860.000 pessoas foram vítimas de crime contra o individuo na Suécia. 

Os tipos mais comuns de crime são ameaças e perseguições, e o menos comum é exposição e ofensas sexuais, agressões graves e assaltos. 

Dos crimes contra a pessoa em 2015, a NTU afirma que um total de 26% foram relatados à polícia. O maior percentual relatado para a polícia é por assaltos (53%) e o menor percentual é para crimes sexuais (8%), o que significa que o montante de crimes não declarados é enorme. 

Em 2015, 106.000 pessoas eram suspeitas de crimes. É basicamente o mesmo nível em relação ao ano anterior (+513 suspeitos). Os números de suspeitos aumentaram mais na categoria de roubo (+3%) e em crimes contra o individuo (+3%). As mulheres representavam 20% de todos os suspeitos. A proporção de mulheres tem variado entre 19 a 21% durante os últimos dez anos.

O número de suspeitos aumentou em todos os grupos etários, exceto para pessoas suspeitas entre 18 e 20 anos, onde o número diminuiu 4% em relação ao ano anterior. No entanto, suspeitos com idade entre 15-20 anos ainda estão sub-representados em relação à parcela da população passível de punição. Em 2015 eles foram responsáveis por 20% de todas as suspeitas numa idade criminal.

Os suspeitos foram registrados tendo parte em 345.000 crimes (chamadas partições criminais) em 2015. Isto dá uma média de 3,3 crimes por participação de suspeitos durante o ano. Os números de participações criminais aumentaram globalmente em 7% entre 2014 e 2015. O aumento pode ser visto em quase todas as categorias de crimes. 

Então, você tem isso: a Suécia está se transformando em um buraco penal dos infernos em que mais de 11% da população (16-79 anos) são vítimas de crimes, e, provavelmente, muito mais se acrescentar figuras ocultas. 





Felipe VI vai convocar legislativas antecipadas para 26 de Junho

Prólogo.

Daí você percebe que a Europa está numa situação ridícula, quando o Rei, uma figura sem igual numa nação como a Espanha tem que se mobilizar, para agilizar eleições, ou para poder fomentar acordos entre partidos de esquerda e direita, para que governe o país numa coalizão – um país, que é um dos berços do catolicismo, e que no passado, enfrentou uma sangrenta guerra civil promovida por ateístas revolucionários, aos gostos do Podemos, o partido patrocinado pelo Irã e a Venezuela de Hugo Chávez. Tal como a Espanha, Portugal também está na mesma, com uma oligarquia de esquerda no poder. A cultura e os valores já eram! Já se foram. O que resta agora é ser governado por incompetentes e suicidas culturais. 

E, tanto Portugal, quanto a Espanha pretendem trazer “refugiados” muçulmanos. Portugal ainda recebe poucos deles, mas a Espanha já deteve centenas que estavam diretamente ligados ao grupo terrorista Estado Islâmico. Iglesias acha que o país pode muito bem receber um número sem precedentes, para que possam fazer justiça social, com o dinheiro do contribuinte, e assim se sentirem satisfeitos. A monarquia espanhola parece satisfeita em arbitrar a destruição do país e de sua cultura.

Portugal: JS (Juventude Socialista) quer colocar legalização da prostituição na agenda política

Prólogo. 

Olha a situação de Portugal. O país já “quebrou todos os tabus” durante esses anos, continua descendo cada vez mais a ladeira. Era uma vez um país cristão. Ao contrário do que foi propagandeado aqui pela mídia de “direita”, o atual Presidente do país, Marcelo Rebelo de Souza, não é um conservador, mas um esquerdista de longa data do homólogo do PSDB, o Partido Social Democrata Português PSD, e um "quase feminista." Portugal é uma tristeza: legalizaram as drogas, e o país só tem visto crimes aumentando, fora a inação da polícia, diante daqueles que traficam e que não podem ser presos ou receber duras punições, pois o consumo não é crime. Ridículo! Portugal se tornou esgoto. O mais vergonhoso é ver o número de defensores na página oficial do artigo. Meu Deus! É de dar ânsia de vômito.

Governo turco promete manter laicidade na nova Constituição

Prólogo. 

Provavelmente é porque a outra não era laica o suficiente. A fala do ministro turco é tão insossa, que na mesma semana em que ele fala isso, uma jornalista feminista – nojenta, mas exercendo sua profissão – foi presa, e o governo há poucos dias confiscou algumas propriedades de igrejas. O proselitismo cristão é quase proibido para favorecer o muçulmano, assim como dos demais seguimentos. Nunca confie num muçulmano. Se nem cidadãos de fora do país escapam da implacável fúria do seu líder, imagine os que vive sob a égide de sua constituição? 





EuroNews, 27 de abril de 2016. 







Na Turquia, o projeto de Constituição que está a ser elaborado pelo partido conservador-islâmico manterá o princípio de laicidade, é o que diz o primeiro-ministro Ahmet Davutoglu, após a controvérsia levantada por vozes contestatárias dentro e fora do Parlamento.

“O secularismo estará na nova constituição que estamos a preparar, como o princípio do garante da liberdade de religião e de fé das pessoas e assegura a tratamento igual do Estado para todos os grupos religiosos. Nós contaremos com a compreensão de um secularismo libertário em vez de um secularismo autoritário na nova constituição “.

Desde ontem a contestação saiu à rua, para denunciar as declarações do presidente do parlamento, Ismail Kahraman, em defesa de uma “Constituição religiosa”. Uma série de manifestações teve lugar em Istambul e Ancara algumas acabaram em violência com as forças de segurança a tentaram dispersar os protestos.




Kahraman é membro do Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP, no poder), mas este já se distanciou. O presidente RecepTayyp Erdogan declarou que as palavras do presidente do parlamente refletem uma opinião pessoal.


O AKP é acusado pelos seus detratores de tentar islamizar a sociedade turca desde a sua chegada ao poder em 2002.




Salah Abdeslam julgado na França e pronto a falar

Prólogo

O advogado disse que ele tem a “inteligência dum cinzeiro”. A inteligência de cinzeiro: trouxe armas dos Bálcãs por meio da Alemanha e da Áustria; entrou com elas no país sem ser detectado; levou a cabo atentados pela cidade, mesmo com o país em estado de alerta, por conta dos ataques ao Charlie Hebdo, e outros dois ataques posteriores; conseguiu fugir para a Bélgica, entrando lá também sem ser detectado; escondeu-se na vizinhança que o encobriu de forma eficaz; planejou outro atentado enquanto foragido dentro das comunas belgas; e tem centenas de contatos com células terroristas dentro e fora da Bélgica. 

Na frente dum juiz todo mundo tem a inteligência dum cinzeiro. O único que vai demonstrar ter a inteligência dum cinzeiro é o juiz, caso aceite os argumentos da defesa. 

O Irã está construindo foguetes especiais com tecnologia norte-coreana que poderiam carregar ogivas nucleares




Breitbart, 22 de abril de 2016.



Por John Hayward



O desrespeito ao acordo nuclear de Obama continua com o teste dum novo “foguete espacial”, do Irã construído com tecnologia norte-coreana, que pode ser capaz de transportar ogivas nucleares. 

De acordo com o jornal do Reino Unido Daily Mail, "o Irã construiu com tecnologia da Coreia do Norte um foguete espacial Simorgh que foi lançado na terça-feira a partir duma base secreta de mísseis iranianos. Ele não foi usado para colocar qualquer satélite em órbita e o lançamento pode não ter tido sucesso."